Meu caderno preferido para Bujo

quem acompanha meu instagram sabe que todo domingo publico meu spread semanal e aí muitas pessoas me perguntam qual o caderno que uso para meu bullet journal, então resolvi falar sobre esse tema hoje e vou falar um pouquinho sobre três modelos que eu usei e/ou uso e dizer qual o meu preferido para usar no meu dia a dia.

Leutchtturm1917: o caderno possui canto arredondado, 249 páginas numeradas que podem ser pautadas, quadriculadas, pontilhadas ou em branco, as últimas 8 folhas são destacáveis, tem um envelope reforçado, seu fechamento é por elástico, o papel é acid free com gramatura de 80g/m² e suas dimensões de 145mm (l) x 210mm (a) x 1,9mm (e), além de ter 3 páginas reservadas para o índice e duas fitas marcadoras de página na cor da capa, que pode ser dura ou flexível e o peso é 410g.

está disponível em 17 opções de cores para você escolher a que mais gosta ou usar uma para cada vez que começar um novo bujo. no Brasil só encontrei no Mercado livre e o valor é bem salgado, cerca de R$160,00, mas comprei pelo eBay e foi bem mais em conta, US$20,00.

 

no teste da caneta ele teve um desempenho excelente – como pode ver na foto – usei as canetas Tombow ATB, Tombow fudenosuke, Unipin, Sakura gel, Staedtler fineliner, Stabilo point 88 e Stabilo Boss pastel e dessas apenas essa última vazou um pouquinho para a outra página.

Cícero: possui uma linha específica para bullet journal que possui cantos arredondados, 160 páginas quadriculadas e pontilhadas, mas tem outras linhas com as versões pautadas e em branco também, tem um envelope reforçado, seu fechamento é por elástico, o papel é pólen com gramatura de 80g/m². dimensões 140mm (l)  x 210mm (a) x 14mm (e) e uma fita marcadora na cor da capa e o peso é 317g.

acho que tem poucas cores para as versões pontilhadas e quadriculadas, a pontilhada está disponível nas cores preta, turquesa e floral e a quadriculada nas cores preta e roxa. quando comecei a usar o método eu comecei usando o caderno da Cícero com folhas quadriculadas, na cor preta.

 

no teste da caneta ele teve um desempenho médio – ver na foto – pois muitas canetas vazaram para a outra página,  usei as canetas Tombow ATB, Tombow fudenosuke, Unipin, Sakura gel, Staedtler fineliner, Stabilo point 88 e Stabilo Boss pastel também. O preço é cerca de R$65,00.

A.Craft: aqui nesse sistema não é um caderno, mas um capa de couro sintético, flexível e que possui quatro elásticos para encaixar os blocos e é deles que vou falar. As capas tem variedade de cores e até mesmo estampas, os elásticos combinam com as cores, harmonizando perfeitamente. dimensão de 150mm (l) x 210mm (a). os blocos estão disponíveis em folhas pontilhadas, quadriculadas, pautadas ou em branco com 72 páginas, miolo em papel avena (amarelo) com gramatura de 90g/m² e capa em papel kraft. depois de montar meu bujo todo (a capa e os 4 blocos pontilhados) ele ficou com 40mm (e) e 510g.

 

no teste da caneta ele teve um desempenho excelente – como pode ver na foto – usei as canetas Tombow ATB, Tombow fudenosuke, Unipin, Sakura gel, Staedtler fineliner, Stabilo point 88 e Stabilo Boss pastel e dessas apenas a Satabilo Boss e algumas sakura gel vazaram um pouquinho para a outra página. O preço final do conjunto foi R$80,00, mas tem a vantagem de manter a capa e trocar apenas os blocos, por esse motivo preferi separar minhas coleções de livros, filmes, séries e meus cafés especiais nesse sistema.

depois de tudo que falei  aqui o meu caderno preferido para usar no dia a dia é o Leuchtturm1917, pois é mais leve, tem excelente qualidade da folha, o que permite que eu use várias canetas que gosto sem me preocupar se vou estragar o verso da folha. deixo aqui alguns spreads que fiz nesse caderno, você pode conferir mais no meu instagram.

 

mas também gostei muitos dos bloco da A.craft para ter em casa e fazer minhas coleções separadas – depois vou postar aqui como ficaram, afinal de contas ficava triste em ter que deixar minha estante de livros para trás cada vez que mudava de caderno.

legenda: (l) = largura / (a) = altura / (e) = espessura

Planejando o mês de maio

Mais um mês chegando ao fim e mais um mês para planejar, maio chegou muito rápido, mas nada melhor do que planejar tudo. amo esse mês, pois o clima geralmente é ameno, os dias são claros e com poucas chuvas, além disso é o mês das mães.

Para esse mês eu escolhi as cores em tons mais neutros, esse tom warm grey da Tombow é lindo e fica mais clean, assim dá para abusar das cores mais alegres dos adesivos e washi tapes, as minhas nesse mês tem glitter e tudo.

Nesse mês eu mantive o log mensal em estilo de calendário usando duas páginas do notebook, ficou bom assim e eu consigo visualizar melhor as atividades, mas diferente dos últimos meses não coloquei o habit tracker nessa página, optei voltar a fazê-lo semanal, como fazia até novembro do ano passado.

Confesso que muitas vezes esquecia de marcá-lo diariamente quando era mensal, mas ainda acho que ele fica mais bonito na composição, principalmente como eu fiz em janeiro, com cada linha marcada em uma cor diferente e com vários traços fininhos.

Para o log semanal fiz um layout bem levinho, coloquei um adesivo em cada página para dar uma cor mais alegre, nessas páginas coloco minhas tarefas da semana, minhas metas para o blog e meu tracker, tenha tentado fazer minha letra mais redondinha e desenhada.

Também não podia faltar meu diário da gratidão e minhas memórias, que são bem simples, mas fazem parte do meu mês sempre, a única diferença esse mês é que ficaram numa página unica, pois percebi que se complementam um pouco.

Ah! Esqueci de colocar a página de metas e notas do mês, então inclui na semana também, caso fique pouco espaço vou colocar em uma página seguinte. Essa é a vantagem do método.

Esse mês Nina Maria resolveu me ajudar a montar o layout, por isso ela saiu em algumas fotos. Bom, era isso que eu tinha para mostrar esse mês, foi assim que planejei, o que você achou? Como você planejou o seu? Me conta aqui.

Trazendo à memória

Uma das páginas que eu sempre deixo no meu bullet journal é a de memórias, cada dia eu escrevo uma palavra que marcou aquele dia para mim e esse mês foram muitas coisas.

Esse exercício diário me faz parar e refletir cada pedacinho do meu dia e tentar ressaltar apenas coisas boas dos momentos tempestuosos, mas é claro que muitas vezes não tem jeito, existem acontecimentos que despertam sentimentos muito fortes e que não tem como desvencilhar, ninguém está imune a situações desfavoráveis.

Esse mês aconteceram muitas coisas na minha vida e que me fizeram refletir, celebrar e chorar… cada uma delas foi colocada como lembrança a ser sempre consultada, estão marcadas nessa página.

DSCN4162

Esse mês aproveitei muito o tempo em família, fomo a praia e aproveitamos um mar calma, a água na temperatura certa, o sol estava agradável, me lembrou meu tempo de infância onde ficava horas dentro do mar. Esses momentos me proporcionam uma sensação de bem-estar imensa, parece que todo o estresse desaparece.

Fui a algumas cafeterias novas para conhecer novos lugares e desfrutar de novos sabores, além disso também conheci algumas marcas de café gourmet e pude trazer para casa café excelentes para aproveitar pelas manhãs, depois das 14h não posso tomar café, meu sono se vai… então a tarde geralmente curto tomar um chá, o que eu mais gosto é o de frutas silvestres.

Aprendi muitas coisas novas, experimentei novos desafios e estou amando cada um deles, estou praticando lettering sempre que possível, pensando até em participar de um workhop, melhorei um pouquinho, mas ainda preciso melhorar bem, às vezes sou impaciente e esqueço que tenho que desenhar as letras,aí quando vejo, já foi escrita meio desajeitada.

Outra coisa que marcou esse mês foram minhas leituras, minha meta é ler quatro livros por mês, mas já bati essa meta e estou lendo três ao mesmo tempo, não sei se vou conseguir termina-los ainda esse mês, mas estou muito feliz com os resultados.

Teve churrasco na casa da Dani, muitos amigos queridos juntos, aproveitamos os momentos de diversão para estreitar nossos laços, é muito bom quando se trabalha com pessoas tão especiais, que parecem uma família.

Celebramos a vida através dos aniversários de muitas pessoas especiais, março é aniversário de muitos primos e também de minha mãe e dos meus dois sobrinhos, fico muito feliz em poder celebrar com eles mais esse ano que Deus permitiu que estejamos juntos.

Ao contrário, também foi um mês em que perdi uma colega de trabalho, ainda tão jovem e cheia de sonhos, isso me fez refletir sobre a brevidade da vida, sobre a finitude de todas as coisas, mas também na esperança do porvir. Acreditar que aqui é apenas uma fração do que nos espera faz toda diferença na maneira que vamos nos portar diante da morte, mas nem por isso diminui a dor.

As águas de março foram muito presentes no início do mês, mas depois deram uma trégua, então viajamos um pouquinho, aproveitar o tempo de descanso mudando a rotina é sempre maravilhoso, aproveitar a companhia da família, reservar tempo para as pessoas que amamos.

O ócio criativo foi muito importante nesse período, sempre que posso aproveito meu tempo para relaxar e aprender coisas novas e que me deem prazer, mas não confundam ócio com preguiça. Ócio criativo é um tempo em que há uma pausa nas atividades laborais e que aproveitamos para ter atividades para descansar e ter momentos de lazer, geralmente o meu é a noite, mas como fiquei de férias duas semanas eu o estendi as tardes também.

Bom… esse foi o resumo do meu mês… espero que o mês de vocês tenha sido bom. Vocês se lembram de tudo que aconteceu? Que tal fazer esse exercício também, anotar cada detalhe de cada dia. Depois me contem o que acharam. 🙂

O bullet journal pode ser terapêutico?

Então galerinha… quando comecei meu bujo a intenção foi me organizar e me animar a consultar uma agenda, mas com o passar do tempo observei algumas mudanças na minha saúde e no meu humor, fiquei mais calma, menos estressada, mais tranquila, mais serena e muito, muito mais consciente das coisas que preciso ainda melhorar.

Essas mudanças ficaram visíveis durante o tempo, mas aconteceram aos pouquinhos, não foi mágica… então fui pesquisar o porquê delas acontecerem e se realmente estavam relacionadas ao uso do método, resolvi trazer um pouquinho do que descobri para vocês. Quem sabe não se animam e aproveitam também esses benefícios.

São alguns dos fatores principais a organização, o auto-conhecimento e o lúdico. Hoje vou falar só um pouquinho de cada um, mas elaborar uma série com cada ponto a ser aprofundado.

A organização envolve todas as áreas da vida que você desejar colocar nos eixos, com o método você organiza tanto sua vida profissional, como pessoal, financeira, lazer, lista de desejos. Organizando sua vida em cada uma das áreas você consegue desfrutar de tranquilidade.

Além disso você consegue também conhecer seus hábitos e mudar aquilo que te incomoda, mas o segredo está justamente nessa palavrinha – conhecer. Quando conhecemos um problema, podemos identificar qual a causa e como trabalhar com ele, mas precisamos reconhece-lo.

Estabelecer metas e alcançá-las traz um bem-estar maravilhoso, uma sensação de conquista e vitória, que liberam os chamados hormônios da felicidade, são eles endorfina, oxitocina, dopamina e serotonina.

O lúdico sempre é valorizado na infância, mas já existem estudos que mostram os benefícios do lúdico na fase adulta e, pelo menos para mim, comprar acessórios de papelaria, montar meu mês, desenhar, fazer uma letra bonita, tudo isso, transforma uma atividade que seria monótona em lúdica e estimula nossa criatividade.

Não quer dizer que virei uma artista, nem que crio obras de arte, mas descobri talentos que nunca imaginei que teria, desenvolvi paciência para esperar os resultados, fico feliz com cada página que crio, sempre quero melhorar a próxima, mas desfruto da que já existe, essa foi uma vitória para mim.

Também não quer dizer que eu passo horas escrevendo e desenhando, geralmente reservo 15 minutos do meu tempo para atualizar minhas páginas, de manhã eu abro na página semanal e checo as tarefas e obrigações que eu tenho para o dia, a noite eu abro novamente e vejo as tarefas que já realizei e marco com o símbolo adequado e marco também meu habit tracker. Nos fins de semana gasto um tempinho a mais brincando com o design e o layout do meu carderno.

Bem… esse foi só o início, uma sementinha, para ver se vocês se animam a usar o método, mas vou escrever outros artigos mais explicadinhos sobre o tema, só preciso organizar as ideias e montar a estrutura direitinho. Podem me seguir para ficar sabendo de tudo que acontece aqui e também deixem comentários sobre o que gostariam de ler sobre o tema. 😉

Planejando o mês de março

Como o tempo está passando rápido, o mês de fevereiro já está no final e estou planejando meu bullet journal para o mês de março. Esse mês fiz algumas alterações no layout do meu planejamento e vou explicar aos pouquinhos porque decidi mudar.

Gosto de colocar uma capa de abertura em cada novo mês e na capa de março coloquei dois desenhos, uma borboleta e uma flor, a borboleta é porque quase todos os dias, nessa época do ano, encontro uma voando aqui pela manhã quando vou sair para trabalhar, às vezes são enormes e outras vezes pequenas, às vezes pretas e brancas e outras são multicoloridas. E como elas são atraídas por flores, coloquei também a representação em meu desenho.

img_5465

A ideia desses desenhos foi emprestada de meu livro de colorir, peguei uma parte de dois desenhos maiores e fiz a composição aí de cima. Gostaram?

img_5464

Esse mês mudei meu log mensal, antes eu usava como uma coluna com as datas dispostas em cada linha e as anotações iam na frente, mas eu não usava muito essa parte. Quer lembrar como era? confere aqui.

Então esse mês eu fiz um mini calendário e coloco só as datas importantes, ou compromissos que eu não posso mesmo esquecer, acho que a visualização fica melhor. O layout ficou assim, gostei mais, depois eu conto se foi mais funcional também.

DSCN4079

Em seguida eu coloquei meu habit tracker e minha lista de metas e notas para o mês de março. Como vocês podem ver dei uma enxugada no meu habit tracker, pois muitas coisas eu não conseguia cumprir e percebi que umas perderam a importância e outras  eu resolvi adiar, pois preciso organizar várias coisas antes de fazê-las. Aí ficou desse jeitinho que vocês podem ver.

DSCN4082

Agora o tracker ficou com as datas na vertical, acho que vai ficar mais fácil de marcar, e as datas que eu tenho que cumprir para as coisas aqui do blog eu destaquei, para não parecer que eu fiquei muito preguiçosa no mês e deixei de fazer muitas coisas.

DSCN4081

Em seguida coloquei meu diário da gratidão, esse não pode faltar, expliquei porque gosto tanto dele nesse artigo aqui. Experimente também ter um, tem gente que coloca uma palavra só, outras pessoas desenham e eu gosto de escrever mesmo.

DSCN4083

Esse mês deixei uma página reservada para pensamentos do mês, não tem nada de mais, apenas escrevi pensamentos do mês e vou colocar algumas frases ou lembretes para me direcionar no mês de março, para quando as coisas ficarem confusas ou pesadas.

E finalmente chegamos nas páginas do log semanal, que também resolvi mudar o layout, o do mês passado ficou com número pequeno de linhas e eu estava sentindo falta de colocar uma parte para tarefas ou anotações que precisava atentar para a semana, mas que não necessariamente teriam que ser em um dia determinado, como por exemplo lavar roupa de cama, fazer compra de supermercado, entre outras coisas. Então ficou assim, com essa carinha de livretos.

DSCN4085

Nas duas paginas seguintes deixei para as memórias do mês, que eu gosto de colocar em uma ou duas palavras tudo que vai acontecendo durante o mês ou até mesmo algumas fotos. Depois posto aqui para vocês verem.

Ah! Esse mês vou testar um layout de planejamento de alimentação, então coloquei no meu bujo antigo para testar o formato, são cinco post-its (segunda a sexta) onde anotarei os pratos que pretendo fazer e embaixo deixei espaço para dois post-its maiores, onde vou anotar o que comprar para fazer esses pratos. Então toda semana é só trocar os post-its e refazer o cardápio e a lista de compras.

DSCN4087

Vou ver se vai dar certo e se é a melhor forma de planejar a minha alimentação. Depois conto as impressões que tive.

Como sempre eu tive uma ajuda na elaboração do meu bujo nesse mês, Tom Zé!

img_5462

Nina Maria já é mais comportada, se contenta em ficar do lado quietinha, mas ela está sempre junto também.

DSCN4089

Era isso que eu tinha pra mostrar esse mês. Espero que tenham gostado. Beijinhos.

Mostre seu trabalho

Entrei para o Clube do Livro Infinistante, criado pela Marcela, Loma e Melinda, dos sites desancorando, sernaiotto e serendipity, e esse foi o livro escolhido para o mês de fevereiro: Kleon, Austin. Mostre seu trabalho! 10 maneiras criativas de compartilhar sua criatividade e ser descoberto. 1ª ed. Rio de Janeiro: Rocco, 2017.

O livro reúne uma série de ideias e conselhos sobre como fazer para seu trabalho ser notado de forma natural e pelas pessoas certas. É um livro fácil de ler e tem inúmeras  ilustrações que auxiliam na fixação do conteúdo de maneira divertida e lúdica, além de muitas citações de autores e artistas embasando o tema.

O livro foi dividido em onze capítulos e abaixo falo um pouquinho sobre cada um:

Uma nova maneira de operar: é uma pequena introdução a partir da qual todas as ideias do autor vão se conectando tornando a leitura fácil e agradável, este capítulo fala sobre autopromoção, não de forma forçada, mas natural, sendo bons naquilo que fazemos e permitindo que as pessoas vejam e se aproximem.

1- Você não tem que ser um gênio: O capítulo começa derrubando o falso mito do gênio solitário e a criatividade e traz o modelo do ecossistema de talentos.

img_5400

Essa é a ilustração do livro, amei esse exemplo, pois representa bem esse ecossistema onde temos várias influências no nosso processo criativo. Outro conceito é o conceito de amador, pois quando não é profissional e Expert em uma área não tem o que perder, então não tem medo de errar, tentar, divulgar os resultados. Também nos diz que temos que encontrar nossa voz e usá-la e da importância de compartilhar aquilo que sabemos.

2- Pense em processo, não produto: aqui o conselho é mostrar os bastidores e a ação daquilo que estamos produzindo, não apenas o produto pronto, usando para isso as mídias socais como maneira de conexão com o público. Documentar tudo que fazemos é uma ótima forma de compartilhar o processo.

3- Compartilhe um pouco todos os dias: devemos enviar um relatório diário do que estamos produzindo no momento como se fossem os extras de um filme ou show. Explica também o conceito de fluxo (feeds) e estoque (conteúdo produzido) e a importância da construção de seu próprio domínio, pois mídias sociais entram e saem de moda.

4- Abra seu gabinete de curiosidades: traz a ideia de que somos curadores do nosso trabalho e nos lembra de que nossas influências e inspirações é que dão pistas sobre quem somos e o que fazemos. Fala também da importância de dar créditos adequadamente e que colocar os links é ainda melhor, pois geralmente as pessoas não pesquisam pela indicação do autor e assim facilita o trabalho delas.

img_5402

Dá pra ver aqui na foto que fiz meu rascunho a mão, afinal sou apaixonada por cadernos e canetas. 🙂

5- Conte boas histórias: Lembra das aulas de produção textual? Então… aqui nesse capítulo é sobre esse tema: a importância de narrar adequadamente a obra e o processo, pois quanto mais explicado melhor para que o público entenda e se sinta conectado ao processo, para isso a narrativa deve ser organizada, robusta e lógica. Quando escrevemos precisamos ter em mente que deve haver o início, o desenvolvimento e a conclusão, não podemos esquecer a coerência e a coesão, lembrando que essa habilidade é desenvolvida quando lemos e estudando grandes histórias.

6- Ensine o que você sabe: O conselho aqui nesse capítulo é dividir nossos segredos comerciais, compartilhar aquilo que sabemos e informar às pessoas qual o resultado queremos alcançar. No momento em que aprendemos algo devemos ensinar, pois isso aumenta o valor do que fazemos.

img_5404.jpg

👆🏻 não parece um smile.

7- Não se torne um Spam humano: O tema aqui é a empatia e a reciprocidade, devemos ser gentis e cuidadosos com o próximo, ouvir as pessoas, aceitá-as, sermos como um fã, atenciosos e doando-nos. Não devemos nos preocupar com a quantidade de seguidores que temos, apenas nos concentrar em fazer bem feito e com perícia aquilo que nos propomos fazer.

img_5401

Ah! Traz também um conselho precioso: Fuja dos vampiros! E vampiros são todas as coisas que sugam nossas energias e não nos dão nada em troca, pode ser uma pessoa, mas também um trabalho ou uma atividade.

8- Aprenda a apanhar: Estranho esse título, mas o capítulo é ótimo, pois quando lançamos nosso trabalho no mundo as críticas surgirão, algumas com as quais podemos aprender e crescer, outras por pura inveja, então precisamos saber lidar com essas críticas e com essas pessoas (que o autor chama de trolls) é importante, mas também nos lembra que existem os botões de excluir e bloquear. rsrsrsrs

9- Venda-se: O tema desse capítulo é como conseguir viver de sua arte, aqui fala sobre como usarmos as mídias que ajudam na tarefa de conseguirmos colaboradores ou parceiros para nossos projetos. Também nos lembra que devemos ficar felizes quando pessoas alcançam sucesso e comemorar com elas sua vitória. O básico é: devemos fazer um bom trabalho, aproveitar as oportunidades, tentar coisas novas, expandir nosso público e ser generoso sempre.

10- Fique por perto: siga sempre em frente, cada projeto que terminar pule para o próximo analisando o que se perdeu e o que poderia ter sido melhor, não perca tempo precioso, mas… devemos ter sempre um tempo para nos desligar e ter uma pausa para nos reabastecermos, um tempo para nos conectarmos a natureza, exercitar nosso corpo e sempre separar nosso vida de trabalho da doméstica.

Como falei lá no início o livro tem um texto leve, conciso, é repleto de ilustrações criativas e muitas citações, essa é uma característica do autor que eu gosto muito, o livro Roube com um artista também é assim, falei um pouquinho dele aqui, mas não foi uma resenha.

O livro é excelente para quem precisa aprender ou ter coragem para mostrar seus trabalhos, permitindo que o leitor/artista supere seus medos e insegurança e consiga mostrar suas ideias e seu processo criativo. Eu demorei muito para ter meu blog porque ficava com medo do que as pessoas iriam pensar ou a quem o que eu tinha para falar interessaria, só depois de muito tempo resolvi perder o medo e escrever um pouco. É um pedacinho de minhas ideias que fica registrado aqui na blogosfera e que não se perde.

Bem… era isso que eu tinha para falar do livro, recomendo muito.

Agradeço a Marcela, Loma e Mel pela indicação, já estou esperando o próximo livro.

Roube como um artista

Quando comecei a pensar em escrever aqui bateu o maior frio no estômago… E se eu não soubesse o que escrever? E se eu tivesse um branco? E se eu não conseguisse criar os textos? E se, e se, e se…

Então percebi em outros blogs que todos passam por um bloqueio criativo em determinado momento, mas quando isso acontece recorrem a alguma coisa, seja leitura, música ou alguma atividade inspiradora.

Muitas pessoas falavam desse livro: Roube como um artista, Austin Kleon, resolvi comprar para ler e, simplesmente, amei. É uma leitura leve, com várias dicas, como nos fala o subtítulo (10 dicas sobre criatividade). O livro possui 160 páginas, dez capítulos onde cada uma das dicas é desenvolvida, além de muitas citações e vários esquemas e ilustrações que nos ajudam a memorizar e fazem a coesão com o texto.

O livro traz um certo alívio, pois nos faz lembrar que quase nada é original e que toda obra de arte é uma releitura daquilo que já existia previamente e que apenas quando o artista imprime seu estilo é que a torna única.

Esse era o estímulo que eu precisava para aceitar o desafio de escrever e compartilhar com outros meus pensamentos. O livro cita várias coisas que ajudam a organizar as ideias e liberar a criatividade: só devemos escrever sobre o que gostamos, todo artista é um colecionador, não espere saber quem você é para começar e outros tópicos que foram de grande ajuda pra mim.