5 coisas que me ajudam a relaxar

Olá… gostei tanto de escrever aquele post sobre 5 coisas que me fazem feliz que resolvi escrever um pouco sobre as 5 coisas que me ajudam a relaxar, quem sabe pode ajudar você também a descobrir aquilo que te ajuda a viver com menos estresse e de maneira mais leve. Então vamos lá…

1- Lettering

Uma das melhores coisas que resolvi aprender recentemente, no início foi super difícil, e ainda é… preciso melhorar muito ainda, mas porque o lettering me ajuda a relaxar? A técnica exige que você repita inúmeras vezes a mesma palavra e em um ritmo mais lento, não adianta querer escrever no ritmo que escreve no dia a dia ou digita, não vai ficar bonito. No lettering a gente praticamente desenha as letras, por isso tem que ter calma, paciência e persistência para fazer uma letra bonita e depois juntar a arte. Todo esse processo ajuda muito no controle da ansiedade… e olha que eu sou muito ansiosa e posso dizer imediatista, então desacelerar fazendo alguma coisa é muito bom…

2- Ler

Ler é um hábito saudável e não só para a parte cognitiva, mas ler também ajuda a relaxar, além de muitos outros benefícios. Mas por que a leitura relaxa? São vários os motivos e os principais são: Ler reduz a frequência cardíaca, diminuiu a tensão muscular e nos permite escapar, mesmo que por minutos, das preocupações do cotidiano e a enfrentar melhor a rotina com a qual temos que lidar.

Segundo David Lewis, neurolinguista da Universidade de Sussex, Inglaterra, não importa o livro que você lê, qual gênero, se ficção ou não ficção, mas estando completamente absorto em um livro você pode escapar das preocupações e estresses do mundo cotidiano e passar um tempo explorando o domínio da imaginação do autor. Esse engajamento ativo da imaginação estimulam sua criatividade e faz com que você entre no que é essencialmente um estado alterado de consciência. E seu estudo mostrou que os níveis de estresse diminuem em 68% durante uma leitura de apenas 6 minutos.

3- Massagem nos pés

Pelo menos uma vez no mês eu gosto de fazer um SPA dos pés que nada mais é que um tratamento no qual recebemos esfoliação, depois uma hidratação e uma massagem com óleo nos pés e pernas. É muito bom, principalmente depois de uma semana cheia de trabalho. Segundo a reflexologia podal existem pontos nos pés para cada problema no nosso corpo, a pressão desses pontos auxiliam na liberação de bloqueios e na liberação de energia, aumentam a sensação de bem-estar, além de melhorar a circulação sanguínea. Além disso, nossos pés nos levam para todos os lados e aguentam firmes nosso peso e correria, então nada mais certo que cuidar bem deles, não é mesmo?

4- Ver filmes ou séries

Para mim é uma excelente forma de relaxar e quando estou muito cansada ou estressada prefiro filmes leves, sem muito drama ou suspense, apenas para me envolver com a história. Acho que para mim funciona um pouco como a leitura, mas é algo que faço acompanhada, enquanto a leitura é um momento individual.

5- Ir a praia

Ir a praia é uma excelente forma de combater o estresse para mim, por tudo, o sol, a água do mar, a areia… mas por que? Bem… o sol é muito temido hoje em dia, mas doses pequenas de sol no corpo (sem protetor solar) é importante para produção de vitamina D, que é fundamental para o músculo trabalhar melhor e para aumentar os níveis de energia do organismo. A areia proporciona uma massagem natural nos pés, olha ela aí de novo, durante uma caminhada na praia e estimula vários pontos, além de liberar os hormônios da felicidade. O mar é excelente para ajudar seu nível de estresse reduzir.

Anúncios

Caligrafia para relaxar #3

Olá!!! Hoje vou continuar mostrando as atividades do livro Caligrafia para Relaxar: cultivando a calma e a alegria com a arte da escrita à mão, da autora Amy Latta, editora Sextante. Nos posts anteriores falei sobre a falsa caligrafia e sobre as lições dos capítulos 2 a 4, hoje vou falar sobre as lições dos capítulos 5 a 11.

Para essas atividades são indicados os seguintes materiais:

  • lápis HB
  • lápis colorido
  • borracha
  • régua
  • caneta esferográfica
  • caneta hidrográfica
  • caneta marca-texto ou outra com ponta chanfrada
  • caneta ponta fina (01, 03)

Vou descrever brevemente cada capítulo e cada técnica com intuito de apenas dar uma diretriz para você começar a usar cada técnica e começar a criar seu lettering, então vamos lá.

Letra de forma caprichada: No capítulo cinco vamos treinar esse tipo de letra, que nada mais é do que escrever a letra de forma (maiúscula ou minúscula) e dobrar as linhas em um dos lados, algo bem parecido com a técnica da falsa caligrafia, só que no lugar de ser a linha descendente em destaque será apenas um dos lados da fonte, quase sempre à esquerda da letra, com exceção das letras d, g, q, u, y (minúsculas) e Y (maiúscula) que terão os traços engrossados à direita. Você pode entender melhor no exemplo abaixo, preferi misturar a falsa caligrafia e a letra de forma caprichada (toda em maiúscula) para quebrar a monotonia exatamente como sugerido pela autora.

IMG_20181015_200712917.jpg

Espirais simples: esse capítulo é um desafio para mim, pois ele traz todo o passo a passo dos espirais fora da letra, aí eu fiz, treinei, repeti e ficaram lindos, mas quando coloquei junto à letra… que horror, não gostei do resultado… então treinei várias vezes até chegar a um resultado que me deixou satisfeita no momento, mas preciso melhorar, e muito, com os espirais. Aqui não segui a sugestão total da autora, afinal de contas precisamos estimular a criatividade. Olha o resultado na foto aí embaixo…

IMG_20181011_142440151.jpg

Mirando as setas: o capítulo sete não traz nada de novo quanto ao Lettering, apenas o uso de setas nas composições, então como não sabia ao certo como usar a seta de outra forma segui exatamente a formatação da autora, mas no lugar de manter tudo na cor preta coloquei um tom de azul na letra de forma caprichada.

IMG_20181011_142547461.jpg

Brinque com as serifas: No capítulo 8 vemos mais uma variação de fontes, agora vamos adicionar a elas as serifas que são pequenas linhas na ponta dos traços que decoram  e dão um acabamento bonito, além de serem consideradas mais fáceis de ler, por esse motivo são usadas na maioria de materiais impressos. Eu, particularmente, prefiro as fontes sem serifas aqui no blog.

No lettering as serifas podem ter várias formas com fins decorativos, para isso podemos colocar um traço, um triangulo, uma gota, um círculo, etc… para fazer essa função e dar mais um charme a letra. A autora sugeriu o uso de uma faixa para destacar a palavra não, mas mudei um pouquinho o layout e até que gostei do resultado. Ah! Amei essa frase!

IMG_20181011_142608263.jpg

Crie flores coloridas: O capítulo nove também não traz nada de novo no designe das fontes, mas gostei bem dele, pois ensina a fazer flores de uma maneira superfácil, basta fazer vários círculos próximos, no centro colocar alguns pontilhados, acrescentar algumas folhas e ramos e está pronta. O layout da frase eu fiz diferente, no lugar de escrever toda a frase com a técnica da falsa caligrafia na cor preta, como sugerido, mesclei com a técnica de letra de forma e usei o mesmo tom que pintei as flores. Fiquei feliz com o resultado.

IMG_20181015_073653388-1.jpg

Belos galhardetes de faixas avançadas: mais um capítulo que não ensina a técnica de lettering em si, mas sim como criar elementos para acrescentar valor a arte final, essas faixas estendidas são lindas e eu gostei muito da atividade. Realmente acrescentar alguns elementos no lettering faz toda diferença, bem como brincar com os tamanhos e estilos das fontes, torna a arte final mais interessante e harmônica. Mais uma vez mudei um porquinho o layout sugerido pela autora.

IMG_20181015_073728852.jpg

Fonte 3D grande em negrito: Esse tipo de fonte é incrível, super simples, mas fica linda. A técnica consiste em escrever cada letra com caneta hidrográfica grossa, eu usei meus marca-textos que tem umas cores lindas, usei as fontes em letra de forma maiúscula para essa técnica.

Após escrever as letras com a hidrográfica basta contornar as bordas externas com a caneta fine liner, eu usei a Unipin preta 01, e em seguida sombrear as letras, a autora sugeriu o traço à direita (como se houvesse luz à esquerda) e eu segui a indicação, usei para esse efeito a caneta tombow dual brush cinza (N79). Segui exatamente a indicação da Amy, pois às vezes me perco com sombreados além de mesclar também a técnica das palavras que ficam no meio do lettering, usando a letra de forma com serifas, sendo estas umas bolinhas e achei o resultado bem legal.

IMG_20181015_073753494.jpg

Então era isso, ficou muita coisa para falar, mas fui bem sucinta, afinal a minha intenção é mostrar cada lição e incentivar você a fazer a técnica, mas a adquirir o livro se quiser conhecer cada capítulo mais a fundo. Ah! algumas lições, a maioria eu não colori a borda que vem no livro, então quando estiverem coloridinhas e bonitinhas vou colocar lá na minha pasta do Pinterest, é só ir lá conferir meus letterings e todo o conteúdo aqui do blog e do meu Instagram, tem também várias pastas com imagens para inspiração.

Nas próximas lições vou aprender sobre como misturar as cores, a fazer floreios, molduras e cantos, a misturas fontes com menos medo e o alfabeto de bolinhas… espero você aqui para ver como eu me saí… espero também que você se anime e tente um pouquinho das técnicas que eu falei até aqui. Se ficou alguma dúvida pode me perguntar aqui nos comentários ou pelo e-mail, é só clicar em contato e vou responder a cada mensagem.

Um abraço e até breve.

Planejando meu mês de outubro

Como o mês passou rápido não é mesmo… já estamos no final de setembro, a sensação que tenho é que os dias estão correndo demais, por isso é tão importante planejar nossa rotina e tudo aquilo que temos que fazer. Antes eu não conseguia ser tão produtiva quanto hoje, por isso percebo cada vez como o bullet journal me ajudou nesse processo.

Então vamos conhecer um pouquinho de como vou planejar meu próximo mês… se você já me acompanha a algum tem sabe que eu sempre escolho uma cor para usar durante todo o mês, então para outubro escolhi esse verde menta, não sei muito bem nome de cores, mas acho que é esse mesmo, e como quis fazer uns desenhos de flores usei também um pouco de rosa, que talvez volte a aparecer, mas ainda estou estudando como fazer para não ficar estranho.

Como já falei a capa do mês eu mudei, resolvi ousar mais um pouquinho, ser mais artística, então fiz um desenho, pintei, usei washitape e coloquei um calendário para complementar o layout e facilitar acesso as datas de forma rápida. Então ficou assim…

Coloquei uma página de inspiração para o mês, aqui pretendo colocar frases, recortes, desenhos, adesivos e tudo o mais que me ajude no processo criativo, toda referência que posso ter para criar mais e mais. Ainda não havia preenchido nada no momento da foto, mas quem quiser pode acompanhar na minha página do Instagram que com certeza vou colocar nos próximos dias.

A seguir coloquei meu registro mensal, com o layout de calendário de sempre. Eu preciso sempre dessa página, pois não faço todas as semanas de uma vez só, então os compromissos que já tenho agendado coloco nesse calendário e a medida que vou fazendo o spread semanal vou colocando nas datas os compromissos que já estavam marcados aqui. Nessa página também coloco um espaço para notas, um local separado para os livros que quero ler e os que quero fazer resenha, minhas metas do mês e um mini planejamento para o blog.

Em seguida coloquei as páginas que eu mais amo no meu bujo – memórias e diário da gratidão – esse mês elas estão juntas. Escolhi coloca-las juntinhas porque percebi que elas meio que se repetiam e misturavam… então agora elas vão ficar realmente juntas e meu maior desafio vai ser resumir meu motivo de gratidão em uma palavra ou expressão, realmente, curta.

E finalmente chegamos no spread semanal – semana 40 – gostei muito do jeitinho que ficou, achei bem clean e funcional. Dessa vez coloquei todos os dias da  semana em uma página e as listas e trackers em outra página, não teve nenhum motivo específico, a outra forma que eu usava funcionava muito bem (se quiser lembrar clica aqui), mas quis mudar para sair da mesmice e poder exercitar minha criatividade, afinal de contas sair da zona de conforto é importante. Não ficou lindinho?

Era isso que eu tinha para mostrar do meu planejamento para outubro. E você, já se planejou? Qual seu método de planejamento preferido? Você gostaria que eu disponibilizasse alguns freebies aqui? Quais? coloca aqui nos comentários ou, se preferir, clica aqui e me conta. Abraços e até logo.

Caligrafia para relaxar #2

Olá! como eu prometi, no post anterior, vou mostrar aqui a minha evolução durante as atividades do livro Caligrafia para relaxar, no post anterior eu falei um pouquinho do livro e da primeira lição e mostrei a minha frase final. Se você não leu pode conferir aqui

Hoje vou mostrar para você o que aprendi nas lições 2, 3 e 4. Minha intenção era falar sobre mais lições hoje, mas sabe uma pessoa que quer fazer mil coisas ao mesmo tempo, aí não deu tempo de estudar mais duas lições, mas também não adianta fazer tudo correndo e não ficar com boa qualidade, até porque o legal é você ir tentando colocar em prática em outras frases aquilo que aprendeu nas lições.

Mas vamos lá… no segundo capítulo do livro a autora nos propõe usar coroas e guirlandas e incorporar ao lettering para compor a arte, confesso que gostei bastante, pois sempre tive medo de brincar mais e geralmente eu fazia as letras e só, ficava intimidada em tentar colocar alguma desenho e acabar estragando a composição no final. Afinal de contas dá uma trabalheira enorme tentar fazer uma letra bonita e acabar estragando tudo no finalzinho ia ser uma tristeza. Eu amei a frase que ela propôs – A prática leva a evolução. Não é tranquilizante não precisar buscar uma perfeição? Nos liberta da nossa fixação em busca dessa perfeição em tudo e buscamos a evolução, o crescimento, isso é um ganho.

Daí que essa lição me deu coragem para fazer essas brincadeiras e tornar o lettering o início de uma arte, pois só assim eu cumpriria a atividade proposta, não é mesmo? Então para mim esse é um ponto a mais para o livro, que acaba me forçando a sair da minha zona de conforto.

E que surpresa boa quando vi que na terceira lição a frase proposta era justamente a vida começa onde termina sua zona de conforto! Nessa lição a autora nos mostra como faixas básicas podem dar mais graça e leveza ao desenho, destacando aquilo que queremos enfatizar.

A lição 5 traz o E comercial e a frase sonhe e realize! Aqui a gente pode tentar também introduzir os outros elementos propostos e ir tornando as frases mais completas e cheias de vida. Tenho gostado muito da experiência de acompanhar as lições, a técnica de lettering e o uso do bullet journal para mim são importantes para combater minha ansiedade e ajudar a liberar o estresse.

Abaixo coloco algumas fotos para você conferir minha evolução… espero que tenha gostado e se anime a tentar coisas novas também. Se quiser deixe sua opinião aqui nos comentários será muito bom. Um abraço e até o próximo post. 🙂

 

Planejando meu mês de setembro

Meu planejamento do mês de setembro já está pronto e trouxe  aqui um pouquinho dele para mostrar a você como ele ficou… como sempre procurei manter aquilo que funcionou nos meses anteriores e o que eu senti que não está sendo útil mudei um pouquinho.

A capa ficou bem simples, para o próximo mês estou pensando em mudar, mas ainda não encontrei bem o que realmente quero fazer. Esse mês eu fiz uma página de inspiração logo após a capa, foi muito bom pensar nas cores e temas com que quero preencher meu mês, então escolhi esse tom de roxo e lilás e é com eles que vou elaborar meus spreads semanais. O monthly log eu mantive naquele formato de calendário que eu gosto e que pretendo manter, pelo menos por enquanto… pois está funcionando bem para mim.

Em seguida mantive a página de frases que inspiram, foi bem interessante a do mês de agosto e realmente me ajudou a manter inspirada e focada naquilo que eu precisava fazer (vou postar aqui o resultado final dela) e meu diário da gratidão que foi bem simples e dá pra ver como é fácil fazer, colei um adesivo de flamingo e desenhei um lago e o sol com os raios, que uso sempre… então se você não sabe desenhar (assim como eu) dá para fazer sem medo.

Meu spread dessa semana ficou bem simples e resolvi mudar um pouquinho algumas coisas do layout, pois já não estava me sentindo muito inspirada repetindo toda semana a mesma coisa… então ele ficou com a mesma divisão de dias, mas no meu habit tracker eu fiz um pequena mudança, eu coloquei disponível para marcar quantas horas de sono eu dispus, assim eu acredito que vou conhecer melhor o quanto estou dormindo, e estou pensando em uma forma de marcar também a qualidade do meu sono… geralmente ele é muito leve e tem noites que eu acordo muito… mas ainda não descobri como posso fazer isso. Coloquei um desenho de uma nuvem chovendo corações e estrelas, amor e brilho, para a primeira semana do mês.

Minha última página é a de memórias, que eu também sempre uso e que também estou devendo um post sobre elas preenchidas… nelas eu coloco palavras, frases ou expressões que me rementem aos fatos que ocorrerem e marcaram o meu mês… esse fim de ano pretendo fazer uma retrospectiva analisando essas páginas, acho que vai ser bem legal.

Bem… esse é o meu bullet journal para setembro. E você, já fez o seu? Compartilha aqui o que você achou.